4 Conselhos para utilizar o storytelling em suas comunicações internas

O storytelling, ou a “arte de contar histórias”, não é novidade. Sempre foi uma forma de expressão, transmissão e replicação de conhecimento. Esta ferramenta tornou-se popular hoje em marketing, na oratória, educação e outras áreas, como uma maneira de se conectar com o público-alvo, evitar erros comuns de comunicação e conseguir uma maior empatia.

Em um ambiente cada vez mais saturado de informação, o storytelling é reposicionado e fortalecido. Neste post, discutiremos seu uso para melhorar as comunicações internas de sua empresa e gerar um maior impacto.

Leia também: 7 Chaves para otimizar a comunicação de sua equipe de trabalho

A comunicação, como um ato de transmitir informações, baseia-se na narrativa, na história. Por esse simples fato, os modelos de comunicação interna baseados apenas no uso de mídias como outdoors ou correio tendem a perder força. Nos dias de hoje, com revoluções em tantos meios para dar e receber informação, é necessário que nossas empresas também renovem as suas estratégias de comunicação interna.

Deixar a comunicação para uma área da empresa responsável por desenhar, escrever, disseminar e gerenciar mídia reduz a função de comunicação a algo operacional e possivelmente de baixo impacto. Se a fofoca (boato, sussurro, segregação …) chegar mais rápido do que o e-mail e tiver maior repercussão no público interno, por que não ensinar as organizações a conversar?

Encontre aqui: 5 Chaves para otimizar seu Engagement

Essa é a principal preocupação de quem incorporou o storytelling para melhorar suas comunicações internas e conquistar o comprometimento e o sentido de pertencimento dos colaboradores. Também permite posicionar a marca interna, promover o orgulho de fazer parte de uma organização, entender melhor as mudanças da empresa ou simplesmente começar a passar uma mensagem-chave nos diferentes públicos.

Os especialistas dão dicas diferentes para implementar o storytelling em estratégias de comunicação interna. Para este post, eles foram resumidos em quatro:

  1. Escutar e escutar:

Todas as estratégias de storytelling começam ouvindo muito. É bom começar com um briefing – uma ideia do que a empresa pode precisar em termos da mensagem final – mas é muito mais aconselhável investigar e ouvir as pessoas para saber o que elas esperam.

Procure por padrões, valores, mensagens e atores comuns que lhe darão pistas para definir o tipo de informação que você disseminará por meio desse canal. Essa harmonia entre a mensagem desejada e a esperada é fundamental para o storytelling de alto impacto.

  1. Conformar uma rede de contadores de histórias:

Identifique e forme como storytellers aquelas pessoas que têm capacidade de influência, liderança e mobilização, que colocarão suas habilidades ao serviço das comunicações corporativas. Essa rede ficará encarregada de transmitir a informação para o resto da organização e de reinventar as estratégias para chegar de novas maneiras sempre que for necessário.

Procure que ele seja grande e robusto o suficiente para que seu impacto cubra toda a organização e os motive para que esse papel seja percebido por eles como um benefício e privilégio.

Te pode interessar: 4 Chaves para estabelecer um programa de bem-estar em sua empresa

  1. Definir os guiões:

Uma vez que sua rede seja formada e consolidada, gere guias periódicos de conversa, com fatos e dados  históricos desse período na organização: promoções, renda, reformas, transformações, notícias, comemorações, metas cumpridas, desafios futuros … a rede será seu aliado estratégico para difundir a mensagem definida, bem como fazer o levantamento das reações, preocupações e sugestões das pessoas. Ter feedback de seu público é uma diferença fundamental no storytelling face a outras maneiras de se comunicar.

Recomendamos: 3 Conselhos para gerenciar o estresse laboral com inteligência emocional

  1. Revisar sua estratégia habitualmente:

Conte com sua rede de storytellers para este trabalho. À medida que ganha experiência com a implementação do storytelling na sua empresa, monitore, avalie e repense a maneira como você está operando, se necessário. Essa metodologia permite se reinventar de várias maneiras e dá espaço para o uso de diferentes técnicas para atingir o objetivo de atingir diretamente o público.

Leia aqui: 4 Passos para fomentar a diversidade e inclusão em sua empresa

Este tipo de metodologias, sem dúvida, quebram determinados paradigmas da comunicação organizacional e sua implementação exige rigor, persistência e abertura para a mudança por toda a empresa. O storytelling é a oportunidade de transformar os trabalhadores da empresa em protagonistas da comunicação, transmitindo informações autênticas, espontâneas e oportunas a todos os níveis.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização

Solicite agora uma demostração grátis e conheça o que a Acsendo pode fazer para melhorar o desempenho de seus colaboradores

Você pode gostar:

Os valores do teletrabalho na Colômbia

A evolução das tecnologias da informação e as comunicações e a implementação massiva da internet provocou enormes mudanças nas dinâmicas laborais das organizações.

4 Conselhos para utilizar o storytelling em suas comunicações internas

O storytelling, ou a “arte de contar histórias”, não é novidade. Sempre foi uma forma de expressão, transmissão e replicação de conhecimento. Esta ferramenta tornou-se popular hoje em marketing, na oratória, educação e outras áreas, como uma maneira de se conectar com o público-alvo, evitar erros...