Clima Organizacional

Por quê deveria fazer entrevistas de saída em sua empresa

Tal como muitos outros jovens da minha idade, passei por muitos trabalhos. Em alguns me senti melhor do que outros devido ao clima organizacional e o cargo que desempenhava, mas posso dizer que ter passado por cada uma dessas empresas me deu importantes lições para ser um melhor profissional.

No entanto, hoje não venho falar da minha experiência laboral, mas sim de uma ferramenta que não vi em nenhuma das empresas em que trabalhei e que pode marcar a diferença para conseguir um clima laboral que promova um alto desempenho. Quer saber a que prática me estou referindo?

Leia mais: Os 5 momentos mais adequados para dar feedback

Descobrir oportunidades de melhoria

Imagine que você trabalha na área de RH de uma empresa com muitas filiais e em uma delas começa a ter uma taxa de rotatividade mais alta que nas outras. Você programa dias de seguimentos, cria uma estratégia de retenção e faz uma pesquisa de clima laboral que consiga bons resultados. Não conseguiu identificar nenhuma anomalia, mas os colaboradores continuam abandonando a organização.

O que se pode fazer nesses casos? Falar com os colaboradores que decidiram ir embora. Esta atividade tem o nome de entrevistas de saída. Se trata de um instrumento que é utilizado para conhecer a fundo as razões pelas quais as pessoas decidem abandonar o trabalho. O que se traduz em uma oportunidade para receber feedback sincero sobre o verdadeiro estado da empresa.

Vantagens

Uma entrevista de saída permite conhecer os motivos específicos que motivarão o colaborador a abandonar em busca de novas oportunidades. Também é útil para conhecer sua percepção do clima laboral e ficar a conhecer os problemas que os colaboradores enfrentam em seu dia-a-dia.

Com a informação compilada, a área de gerenciamento humano pode conhecer os pontos fracos da empresa, desenvolver uma estratégia de intervenção que ponha o foco nas áreas críticas assinaladas pelos colaboradores que abandonaram a organização para garantir melhores condições de trabalho para os novos colaboradores.

Segundo um inquérito de OfficeTeam, cerca de 63% dos gerentes de RH disseram que sua empresa geralmente atuam com base na informação reunida durante as entrevistas de saída. Quer seja atualizando as descrições de cargos ou impulsionando processos de transformação cultural. As possibilidades de mudança não são reduzidas.

Te pode interessar: Que ferramentas existem para medir o clima laboral?

O que se deve perguntar em uma entrevista de saída?

Para que a entrevista de saída seja útil para sua empresa, compilámos uma lista de perguntas que pode fazer à pessoa que acaba de se desvincular com a empresa:

  1. Quais eram suas expectativas quando entrou na empresa?
  2. Acha que seus chefes reconhecem adequadamente as contribuições dos colaboradores? Se não, como se pode promover o reconhecimento dos sucessos?
  3. Houve alguma tarefa que você achou difícil fazer? O que a empresa poderia fazer para facilitar a compreensão das tarefas?
  4. Sente que recebeu o treinamento necessário para cumprir corretamente as tarefas de seu cargo?
  5. Acredita que a empresa proporcionou para você as ferramentas e recursos necessários para fazer seu trabalho?
  6. O que deveríamos mudar para melhorar a motivação de seus companheiros?
  7. Qual foi a melhor parte de ter trabalhou aqui?
  8. Que circunstâncias o levaram a buscar outro trabalho?
  9. Caso fosse possível, sob que circunstâncias consideraria regressar à empresa?
  10. Tem alguma preocupação adicional sobre a empresa que gostaria de compartilhar?

As entrevistas de saída devem ser feitas em um espaço fechado onde apenas se encontre o pessoal de RH e o colaborador. Deve promover um ambiente tranquilo e que gere confiança. O mais importante é que a pessoa entrevistada se sinta cómoda.

Apesar das entrevistas de saída serem uma grande ocasião para ouvir os colaboradores, não é preciso esperar que o talento humano abandone a empresa para saber se está desagradado com as condições de trabalho ou com o estilo de liderança de algum chefe. Assegurar espaços de comunicação onde os colaboradores possam falar sobre os aspectos em que não estão de acordo deve ser uma prática essencial nas estratégias de RH.

MELHORE O ESTADO DO CLIMA LABORAL EM SUA EMPRESA COM NOSSO GUIA GRATUITO