Clima Organizacional

O que fazer quando se perde um talento humano destacado?

A complexidade na gestão dos processos e operações envolvidos no crescimento de uma empresa implica delegar funções e responsabilidades importantes nos funcionários. Às vezes, é possível que uma tarefa ou missão fundamental da empresa dependa exclusivamente de um único colaborador, geralmente isso acontece se falamos de uma tarefa criada por esse mesmo funcionário ou se ele a executa em uma filial da empresa, então tende a acreditar que é uma figura indispensável na organização.

Fac a esta situação, a administração da empresa deve ter em mente que o talento humano pode sair a qualquer momento, seja por ofertas ou melhores condições externas de trabalho ou por motivos pessoais. Isso acontecerá mais cedo ou mais tarde e você não deve entrar em crise quando isso acontecer, você deve pensar com uma cabeça legal e evitar que algo assim aconteça novamente, um atributo chave dos líderes é o tratamento de situações como essa e sua atitude depende da estratégia para os conjugar.

Estes são 5 aspectos que devem ser levados em conta quando isso acontece:

1. Não é o fim da empresa:

Nas empresas, esse tipo de coisa acontece muitas vezes e o trabalho desse colaborador continua a ser feito. Naturalmente, é uma questão complicada, mas as situações que envolvem uma crise devem se tornar em oportunidades de melhora para avaliar o trabalho e melhorá-lo, não deve permitir que o clima de trabalho da empresa seja afetado. O colaborador ou colaboradores que aprenderão a desempenhar esse papel podem fornecer perspectivas inovadoras para desempenhar essas funções, é uma ótima oportunidade para redesenhar a estratégia de ação desse trabalho e abrir a mente para novas abordagens para o fazer

2. Se assegure que o modelo está sob controle:

O gerente deve assumir sua posição como líder na empresa e transmitir aos funcionários a sensação de que a situação será resolvida em breve e que tudo está sob controle. Se o gerente demonstra uma atitude de pânico ou uma preocupação notória, o resto dos membros da equipe vão pensar o mesmo e o clima organizacional será afetado negativamente. Se a situação é séria, o gerente deve refletir com serenidade e tomar as medidas necessárias o mais rápido possível. Se o colaborador que saiu estava encarregado de clientes, devemos coordenar com o funcionário que estão de saída da empresa a estratégia para comunicar com os clientes sem problemas para nenhum dos envolvidos.

3. Não deixe que volte a acontecer:

Se a saída de um colaborador causar tanta confusão na equipe e prejudicar seriamente a operação da empresa, o gerente deve retornar ao ponto de partida da situação, avaliar e redesenhar a estratégia para que algo assim não aconteça novamente. Uma boa estratégia para evitar essas situações é proporcionar treinamento a outros colaboradores para que eles estejam preparados para assumir outras funções a qualquer momento, de modo que a interação seja alcançada entre os funcionários e eles entendam como saber fazer funções que não lhes correspondem influencia positivamente o desenvolvimento de sua preferência.

4. Encontre sua causa:

Quando o funcionário já decidiu deixar seu emprego, é muito difícil mudar de opinião, geralmente nem um aumento de salário nem alguns benefícios extras costumam modificar essa decisão já tomada. A partir desse momento, a causa da decisão deve ser investigada, seja por falhas internas ou por melhores ofertas ou maiores benefícios em outra organização, o importante é projetar uma estratégia para que, na medida das possibilidades da organização, essa situação não volte a acontecer. O crescimento de uma empresa traz consigo a necessidade de assumir que diferentes tipos de funcionários e líderes são necessários para sustentar essa evolução e alcançar os objetivos, então devemos entender que, no meio desse crescimento, a rotatividade é uma parte natural desses processos.

5. Aproveite sua rede de contatos:

Os gerentes devem estar preparados para contratar novos funcionários a qualquer momento, os eventos e convenções são uma oportunidade imbatível, não só para fechar novos negócios e investimentos, mas também para estabelecer conexões e conhecer novos talentos humanos que poderiam ser parte da equipe de trabalho em um futuro próximo. Ter esses contatos referenciados serve para que a administração tenha em mente quem poderia substituir o colaborador que acabou de sair muito rapidamente, evitando traumatismos e processos de seleção extensivos a partir do zero.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização