Competências

Cinco traços que caracterizam os gerentes de sucesso

Gerir uma empresa não é uma tarefa simples. Para além do conhecimento e preparação, é preciso uma série de capacidades específicas para enfrentar com sucesso os desafios do mercado. Pelo contrário, fará parte da percentagem de empresários que fracassam nos primeiros 18 meses em seu cargo.

Segundo o reconhecido consultor Ron Carucci, quem já trabalhou durante mais de 25 anos assessorando CEOs e executivos, há cinco aspetos que diferenciam um gestor de sucesso dos que podem sortear de forma adequada das dificuldades. Aqui vamos explicar estes aspectos para que os possa por em prática:

  1. Ter uma visão ampla da organização

Os empresários de sucesso têm uma visão global da organização. Vêm a empresa não como um bloco único e compacto, mas como um organismo constituído por diversos componentes e indivíduos que devem agir de forma alinhada para alcançar os resultados esperados.

Sabem como encaixa cada um dos departamentos na geração de valor para ter uma vantagem competitiva sobre outras empresas. Não se limitam a ver a empresa de uma forma rígida e estanque e são capazes de entender as dinâmicas internas de cada área.

Te pode interessar: 4 Técnicas para avaliar competências em um assessment center

  1. Conhecer o mercado ao detalhe

Conhecer o funcionamiento do mercado é fundamental para ter noção dos desafios do gerente. Não é o mesmo ser o gerente de uma multinacional financeira ou de um empreendimento tecnológico. Cada mercado exige um estilo de liderança diferente.

O conhecimento do gerente deve ser tão amplo que possa se antecipar às novas tendências do mercado e as necessidades dos clientes. Isto também se aplica para definir como estas mudanças alteram a cultura organizacional e os processos de gestão humana.

  1. Contemplar diversas alternativas

Os gestores devem ter a capacidade de juntar intuição, dados e outras opiniões para otimizar a tomada de decisões. Cada decisão deve ser pensada para dar maior atenção a determinadas prioridades para cumprir a estratégia organizacional.

Isto é muito diferente dos líderes que impõem a sua visão de forma autoritária. Não se trata de decidir pelos outros, mas de se apoiar em toda a informação que se receba de outras fontes para impulsionar mudanças positivas.

Leia também: Três traços da cultura organizacional da Nike que todas as empresa deveriam adotar

  1. Construir relações mais sólidas

Carucci descobriu que os gerentes privilegiam as relações com sua equipe. Dão grande importância a fomentar um vínculo de confiança e lealdade com cada funcionário. Pois sabem que esta é a chave para conseguir um grande compromisso com a empresa.

Isto será complementado com dias momentos de feedback. Se preocupam por converter o sucesso de seus colaboradores em sua prioridade e fazem conexões para gerenciar um ambiente propício para o desenvolvimento profissional.

  1. Não ter medo do poder

Muitos gerentes têm medo de exercer seu poder. Alguns aproveitam a sua posição para abusar do poder que a empresa ofereça, não são poucos que temem utilizá-lo, pois querem evitar qualquer tipo de conflito e temem decepcionar o pessoal.

Os gerentes não devem abandonar o poder. Devem encontrar o equilíbrio em sua gestão. Também tem que ver com saber dizer que não e rejeitar propostas de forma respeitosa. Se trata de gerenciar o poder para evitar normalizar a mediocridade.

Recomendamos: 5 Traços dos funcionários de alto rendimento

Entre 50 e 60% dos gerentes falam em sua gestão durante os primeiros meses. Isto deve-se a várias razões. Alguns não compreendem o negócio e outros adotam estratégias que não se adaptam à cultura da organização. Independetemente das razões de seu fracasso, é melhor olhar para exemplos e aprender de sua gestão para levar a empresa ao sucesso.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização