Entrevistas

“As pessoas constituem o motor que permite que uma empresa cresça”: Camila Salamanca

Camila Salamanca é a Diretor de Seleção e Serviços da Endeavor, portanto, é a responsável por constantemente buscar novos empreendedores que tenham o potencial de se converter em empreendedors de alto impacto. A Acsendo falou com ela sobre o processo de seleção para fazer parte da prestigiosa rede global de empreendmento. Isto foi o que ela nos contou.

Acsendo: Como funciona o processo de seleção para se converter em empreendedores Endeavor?

Camila Salamanca: Fazemos um scouting inicial de empresas e basicamente temos um funnel. Buscamos empresas que tenham bom potencial e, uma vez identificadas fazemos uma análise inicial e realizamos a entrevista de primeira ronda na qual fazemos uma análise geral de temas básicos como modelo de negócio, faturação, composição dos acionistas e competência.

Após fazer a entrevista de primeira ronda, a empresa deve ser aprovada por um comitê interno que define se continua ou não no processo. A entrevista de segunda ronda com mentores da rede de Endeavor que atribuímos a cada empresa de acordo com seus desafios ou os da sua indústria. Eles nos ajudam a avaliar se passam à seguinte fase.

Se a empresa passa, fazemos uma fase de preparação para um painel local com seis painelistas que devem votar unanimemente para que a organização continue no processo. A seguinte ronda é uma fase de preparação para a última ronda que é um painel internacional de televisão onde se reunem 6 mentores da rede global de Endeavor para definir se os candidatos cumprem com os critériosde seleção.

A: Quais são os critérios que têm em conta?

C.S.: No funnel vemos, mais ou menos, 600 empresas ao ano, das quais são seleccionadas seis ou sete. Então, cerca de 1% das empresas são escolhidas para ser parte da Endeavor. Quanto aos critérios que utilizamos, estão divididos em três áreas: avaliamos o empreendedor, a empresa e definimos se está em um ponto de inflexão.

O que vem0s na empresa? Quer seja um modelo de negócio replicável, facilmente escalável, que esteja crescendo a taxas superiores às de sua indústria e que isto seja um indicativo de que está fazendo as coisas, de uma ou outra maneira, melhor e de maneira inovadora face à sua competência. Idealemente, a empresa deve estar acima de um milhão de dólares em vendas anuais e, se não estiver, teria que ser uma empresa tecnolôgica com boa tração.

O empreendedor deve estar trabalhando 100% do tempo na empresa e também deve ter uma participação em ações, maioritaria ou significativa, para poder tomar as decisões. No empreendedor que potencialmente será um bom líder, um modelo de cargo com uma ética inabalável e que esteja disposto a levar a empresa ao próximo nível.

A: Dê um exemplo do tipo de ajudas que a Endeavor oferece aos empreendedores ou startups que tenham sido seleccionadas.

C.S.: Não são necessariamente startups, são scaleups, pelo que já têm uma faturação superior a um milhão de dólares e um modelo empresarial comprovado. Nesto ponto somos especialistas. Quando são empresas em uma fase muito inicial não temos o know-how ou a experiência para os ajudar.

O que lhes oferecemos? São três pilares, um são conexões de alto nível, outro é a aproximação a capital inteligente e programas globais que podem ajudar a empresa a crescer. Então, basicamente fazemos um diagnóstico da empresa para entender cada a cada ano as necessidades específicas que suas diversas áreas têm: comercial, RH, operações, logística.

A: O que significa para uma empresa colombiana fazer parte da Endeavor?

C.S.: Antes de mais é a possibilidade de contar com uma rede de emepreendedores e mentores à sua disposição para os acompanhar em seus desafios diários. A outra questão é que um empreendedor Endeavor tem associado um Account Manager que depende do estado de sua empresa e gerencia os recursos que a Endeavor tem para os pôr ao seu serviço.

Para além disso, temos uma área de comunicações. Então acessam a possibilidade de compartilhar suas histórias através da Endeavor. Se geram oportunidades para promover sua empresa através das conexões com outros empreendedores, novas alianças, venda de seus produtos e, por último, é o facto de ter esse selo de qualidade, de ter passado por um processo como o da Endeavor e de fazer parte de uma rede com muito boa reputação.

A: Qual é a importância do capital humano em una empresa que quer chegar ao outro nível?

C.S.: É muito relevante. A importância é crucial porqueos empreendedores começam sua empresa, quer seja com um, dois ou três sócios, conhecem muito bem seu negócio, conhecem o que fazem, mas chega um momento em que começam a crescer e seja uma pessoa ou dois não podem suprir as necessidades de toda a organização e podem começar a convertem em um gargalo.

Aqui começa a jogar um papel importante o recurso humano e uma parte relevante são os cargos administrativos, o que chamamos de Middle Managemente, que têm que ser pessoas que estejam dispostas e com as capacidades para fazer crescer a empresa e suprir o cargo dos empreendedores em algumas situações. As pessoas são as que constituem o motor que permite que uma empresa cresça já uma pessoa apenas não vai conseguir tudo.

A: Quais são os planos de Endeavor para o futuro?

C.S.: Continuar com nossa missão, fazer crescer o portefólio de empreendedores cada ano para poder capturar cada vez novos empreendedores, que cumpram com os critérios de Endeavor. O grande objetivo de Endeavor é que ao apoiar estes empreendedores, sejam poucos porque o sistema de seleção é rigoroso, fazer da melhor maneira e escolher os poucos que têm realmente a capacidade e que sejam liderados por pessoas que estejam dispostos a fazer crescer suas empresas.

O objetivo final é que essas empresas gerem empregos, entradas e oportunidades e assim tenham impacto no desenvolvimento econômico dos países. O que queiramos alcançar em algum momento é que haja uma geração de receitas relevantes face ao PID da Colômbia e que se gere emprego relevante no país. E que estes empreendedores por sua vez retribuam no ecossistema de empreendimento.

A: Conseguiu reconhecer um risco em comum que todos os empreendedores Endeavor compartilham?

C.S.: Sim, e de facto são muito persistentes e que, apesar das adversidades e da dificuldade que significa empreender, continuam adiante dando todo o seu coração, todo o empenho a levar a empresa em frente e a trabalhar no que for necessário para continuar. São bastante sonhadores e estejam convencidos e apaixonados pelo que fazem e por isso suas empresas cresçam.

Têm uma visão, não apenas de ser empreendedores, nós chamamos-lhes lifestyle entrepeneur, mas levar sua empresa muito mais além, o que implica um esforço pessoal, um sacrifício de vida para poder fazer crescer de uma maneira relevante e ter um impacto nas economias em que estão presentes. O último risco é que sejam pessoas que consideram que tudo é possível e têm uma capacidade de execução impressionante.

A: Um conselho para as empresas que querem fazer parte da Endeavor

C.S.: Estejam muito atentos e abertos, quando chegarem a esse ponto de inflexão se assegurem de encontrar o melhor recurso humano para se poder apoiar neles para fazer crescer sua empresa. Estejam abertos a diferentes opções de recrutar pessoas que possam ser interessantes para suas empresas e que possam continuar crescendo e ajudando a alcançar seus sonhos.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização