Feedback

Principais regras para sua próxima sessão de feedback

O feedback eficaz é a pedra angular do sucesso em qualquer organização.

Desde o gerenciamento de desempenho, passando pelo comprometimento e satisfação da equipe, até garantir a retenção dos melhores talentos e o bem-estar dos funcionários, fornecer feedback adequado e oportuno faz a diferença entre uma empresa de alto desempenho e as outras.

Um processo de feedback bem desenhado ajuda a fortalecer o relacionamento entre a equipe e seu líder, além de melhorar a comunicação entre colegas, exigindo uma interação reflexiva e profunda que permita encontrar consenso para consolidar os pontos fortes identificados e transformar os pontos fracos encontrados em oportunidades de melhoria.

O objetivo central de uma sessão de feedback é fornecer aos colaboradores comentários com base em informações objetivas e resultados demonstráveis. Dessa forma, é possível identificar as habilidades mais e menos desenvolvidas de cada funcionário, um insumo fundamental para criar um plano de desenvolvimento individual que permita preencher as lacunas.

Encontre aqui: Por que dar feedback no trabalho é tão importante?

Por esse motivo, preparamos uma lista com 5 regras básicas para que os líderes possam preparar e realizar uma reunião de feedback enriquecedora e produtiva com seus colaboradores. Vamos ver:

Ser específico  

Dizer a alguém que você está fazendo um trabalho bom ou ruim não fornece informações úteis ou acionáveis para o colaborador e é uma perda de um valioso tempo para o líder e sua equipe.  

Para fornecer um feedback valioso, você precisa confiar em informações verificáveis e explicar especificamente o que é melhor a ser feito e quais comportamentos precisam ser alterados para fechar as lacunas.

Ser pontual 

Para obter um impacto real, os comentários devem ser ditos o mais próximo possível do momento em que ocorreu a ação ou sobre o comportamento específico que se deseja discutir. Obviamente, o feedback nunca deve ser entregue quando houver raiva ou irritação.  

Leia também: 5 competências para melhorar a comunicação no trabalho (esse link está mandando para o conteúdo errado, como não encontrei o certo, mantive aqui com o alerta, ok?)

Ninguém se beneficia ao saber que foi uma situação chata ter se atrasado dez minutos para uma reunião há três meses atrás. De fato, esses comentários anacrônicos enfraquecem a imagem do líder porque o fazem parecer lento ou desleixado. A situação deve ser resolvida assim que ocorrer e as correções necessárias devem ser feitas a tempo.

Concentrar-se em comportamentos

O feedback deve se concentrar no comportamento do colaborador e não nas atitude dele. Atitudes são manifestações emocionais e, muitas vezes, não podemos controlar nossas emoções, que são frequentemente temporárias e não determinam nossos comportamentos a longo prazo.

Portanto, mesmo que uma pessoa não esteja 100% satisfeita com seu trabalho, a primeira coisa a verificar é a qualidade de suas entregas, que em muitos casos pode ser excepcional e não afetar o moral de seus colegas ou o ambiente na empresa.

Pode lhe interessar: 3 maneiras de garantir uma liderança eficaz em sua organização

Então, você precisa entender as razões pelas quais essa pessoa parece estar insatisfeita ou desmotivada com o trabalho e fazer todo o possível para resolver a situação. Nunca devemos confiar em emoções que possam ser temporárias, mas na trajetória de longo prazo do colaborador.

Descrever o que você vê, não o que os outros dizem

Há poucas frases mais infelizes em uma sessão de feedback do que quando um líder diz ao seu colaborador: “as pessoas dizem que você é, disse, pensa…”. A única reação que o líder terá de seu funcionário é ficar na defensiva e perguntar quem tem dito algo sobre ele.

Quando o feedback é baseado em fofocas, rumores e informações não verificadas, não há contexto e sem ele você não pode contrastar a versão do colaborador. Outras pessoas atribuem suas próprias reivindicações a terceiros por medo de assumir o que pensam.

Ao enviar comentários, é importante sempre falar em primeira pessoa e ter evidências e argumentos para defender os comportamentos que devem ser revistos e aprimorados pelo colaborador.

Respeitar a privacidade das pessoas

Às vezes é necessário que o feedback seja entregue imediatamente. Mas, por mais que o comportamento que precise ser alterado seja tão perceptível ou urgente que deva ser adotado imediatamente, os comentários de feedback nunca devem ser apresentados em público.

A conversa deve sempre ser realizada em um espaço calmo, privado e neutro. Isso permitirá respeitar a imagem e a privacidade do colaborador diante de seus colegas. Além disso, ao mudar para um lugar neutro, o funcionário também pode fazer seus comentários com facilidade.

Recomendamos: 5 Chaves para fornecer feedback motivador aos seus colaboradores

O feedback relevante, oportuno, específico, respeitoso e construtivo é vital para as pessoas entenderem quais comportamentos devem mudar e quais competências devem desenvolver para criar um perfil pessoal e profissional de alto nível que os beneficie individualmente e em grupo dentro da organização.

OBTENHA O GUIA FUNDAMENTAL PARA DAR FEEDBACK EFETIVO NA SUA ORGANIZAÇÃO