Key Perfomance Indicators

O Balanced Scorecard e a importância da estratégia

Lembre-se de que o Balanced Scorecard é a ferramenta ou metodologia que ajuda a alcançar um equilíbrio integrado do progresso, crescimento, produtividade e competitividade de uma organização e que fornece as informações necessárias para definir a direção que a empresa deve seguir no futuro.

Os Key Performance Indicators (KPIs) conformam o Balanced Scorecard e se estabeleçam de acordo com a estratégia de negócio seleccionada pela empresa para levar para a frente seus processos e os objetivos e metas que queira conseguir. Por esta razão, ao monitorar os KPI estamos monitorando diretamente a atividade e desempenho real do negócio da empresa.

Robert Kaplan e David Norton, criadores do BSC em 1992 afirmam: “BSC é a representação em uma estrutura coerente, da estratégia de negócios por meio de objetivos claramente vinculados, medidos com indicadores de desempenho, sujeitos ao cumprimento de determinados compromissos (metas) e apoiados por um conjunto de iniciativas ou projetos. Um bom Balanced Scorecard deve contar a história de suas estratégias, ou seja, deve refletir a estratégia do negócio.”

A estratégia seleccionada para levar adiante o trabalho deve integrar todos os colaboradores da organização, independente do nível estratégico, para que em conjunto podem conseguir os objetivos traçados pela empresa.

O sucesso da estratégia depende, em primeiro lugar, do estabelecimento de canais de comunicação eficazes, capazes de transmitir a informação, que inclui a visão, missão e objetivos, a todos os membros da equipe.

Hoje vamos rever 5 aspectos importantes para garantir que o design da estratégia seja bem-sucedido e executado da melhor forma possível, vejamos:

1. Sintetizar:

Os gerentes devem ser capazes de sintetizar informações e escolher os componentes mais importantes e significativos para formular uma estratégia concreta e eficaz que englobe todos os objetivos propostos pela organização.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização

2. Priorizar:

É aconselhável que a equipe de gestão faça um debate para definir os objetivos críticos que a organização buscará, de maneira que seja possível estabelecer quais dos objetivos têm prioridade sobre os demais, o que evitará inconvenientes na execução da estratégia.

3. Atribuir:

Lembre-se de que a estratégia de execução visa atingir os objetivos propostos pela organização e, por essa razão, cada um desses objetivos deve ser atribuído a um colaborador ou equipe. Desta forma, os conflitos entre as equipes serão evitados e os recursos necessários serão garantidos .

4. Medir:

Cada um dos objetivos deve ser mensurável para monitorá-lo especificamente e determinar seu progresso e nível de cumprimento ao longo do tempo. Da mesma forma, cada objetivo deve ter um prazo para execução estabelecido desde o início do processo.

5. Recapitular:

Finalmente, e antes de iniciar a execução do trabalho, toda a equipe de gerenciamento deve se reunir para validar a estratégia selecionada e verificar se a informação corresponde à previamente acordada. Os objetivos, prazos, atribuições de funções e estratégia de execução devem estar alinhados com as expectativas e acordos da equipe que os desenhou.

Em conclusão, a estratégia é a chave para a execução correta dos processos e, portanto, o cumprimento dos objetivos corporativos. Como o roteiro, a estratégia deve ser perfeitamente projetada e verificada antes de ser implementada para evitar contratempos ao longo do caminho, tais como o uso indevido de recursos, o desalinhamento da equipe de trabalho ou a perda de compromisso ou motivação dos colaboradores, que são os que, no fundo, a irão executar.

Uma estratégia de ação eficaz e bem planejada se reflete no crescimento e evolução dos negócios, na melhoria contínua da execução de processos e operações, na sustentabilidade da empresa e na motivação e fidelização da força de trabalho.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização