Produtividade

4 Aspectos chave para evitar o burnout

Em um post anterior falámos sobre burnout, o definimo-lo como o processo de desgaste gradual através do qual as pessoas contraem um tipo de estresse crônico no trabalho e cuja evolução implica a perda total de interesse por suas responsabilidades profissionais e até pessoais.

O burnout ocorre quando o estresse toma conta dos funcionários e afeta o humor e a energia vital das pessoas, que não conseguem estabelecer o equilíbrio certo entre sua vida pessoal e privada e o exercício de sua profissão.

Em tempos de incerteza e problemas econômicos e laborais, como acontece atualmente em grande parte do mundo,  é comum que os níveis de estresse aumentem entre os funcionários das organizações. Tanto o excesso como a dependência do trabalho são as principais causas de burnout, o que pode acabar sendo uma causa de rotatividade laboral excessiva, o que por sua vez afeta a competitividade da organização.

Pessoas com síndrome de Burnout começam a sentir uma forte fadiga mental e física que leva ao distanciamento de seus colegas, a um estado de sonolência permanente, a uma distração notória e falta de concentração e à perda gradual de interesse em cumprir suas funções profissionais e até mesmo por suas questões pessoais e familiares, o que afeta diretamente a sua saúde e se reflete em sua produtividade e da organização para a qual trabalham.

Por isso, hoje vamos revisar 4 aspectos a serem levados em conta para encontrar o equilíbrio entre a vida privada e a profissional, necessário para manter um bom humor, a saúde e uma ótima qualidade de vida. Vejamos:

1. Dedicar tempo ao exercício:

Não é segredo para ninguém que o exercício é básico para manter o bem-estar físico e mental das pessoas. Uma rotina de exercícios eficaz ajuda a elevar os níveis de energia e satisfação, com os quais podemos enfrentar melhor as tarefas e desafios do dia a dia na organização.

Embora pareça difícil dedicar o tempo necessário para a atividade física devido ao horário de trabalho, é possível aproveitar o tempo do fim de semana para isso ou para aplicar ações simples como andar para o trabalho ou subir as escadas em vez de usar o elevador. O objetivo é distrair um pouco, mudar a atividade e manter a forma adequada para evitar que o trabalho se apodere de nossa vida e acabe causando desequilíbrios físicos e emocionais.

2. Planejar as atividades:

O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional começa com o planejamento das tarefas que devemos cumprir diariamente. Definir horários para sair do trabalho e estabelecer um plano para cumprir tarefas e objetivos é essencial para alcançar esse equilíbrio.

Dentro desse planejamento, é muito importante integrar outras atividades que permitam desconectar do trabalho e recarregar as energias para aproveitar a vida e se sentir bem com o trabalho. Atividades como ler um livro, ir ao cinema, ouvir música e jantar com os amigos funcionam muito bem para sair da rotina e manter a motivação e produtividade laboral.

3. Descansar:

O planejamento das tarefas deve incluir, sem exceção, o tempo dedicado ao descanso e tratar de assuntos pessoais e familiares. Descansar e estar com a família é necessário para fugir dos assuntos laborais e manter o bem-estar de nossas vidas pessoais.

Ter momentos claros, de preferência com uma data específica, destinados à família e ao descanso ajuda a organizar melhor o tempo para fazer o trabalho no prazo apropriado e evitar que se relegue para segundo plano as atividades familiares e pessoais.

4. Suprimir as atividades inúteis:

As pessoas muitas vezes gastam muito tempo em seu dia de trabalho em atividades inúteis, como falar demasiado sobre assuntos pessoais com seus colegas, consultar e interagir continuamente em suas redes sociais ou falar excessivamente em seus celulares.

Se fizermos uma lista de atividades pouco produtivas que exigem tempo valioso no escritório e começarmos a evitá-las, teremos mais tempo para cumprir nosso trabalho e concluiremos nossas obrigações com antecedência para sair do trabalho mais cedo e aproveitar melhor nosso tempo pessoal.

Como podemos ver, o equilíbrio entre vida profissional e familiar não é tão difícil quanto parece. A chave para o sucesso está no planejamento das atividades de trabalho, distribuição de tempo adequado para as tarefas e para tratar de assuntos pessoais e compartilhar com a família, eliminar atividades diárias improdutivas que consomem tempo de trabalho valioso e alocar tempo para descansar, recarregar energias e saia da rotina. A mudança pode começar hoje, depende de você.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização