Produtividade

4 fatores que afetam o engagement em sua empresa

O compromisso ou engagement das pessoas se define pelo nível de motivação e envolvimento dos membros de uma empresa. As responsabilidades laborais, as relações interpessoais e as condições laborais, são fatores determinantes do engagement dos membros. Por outro lado, os fatores externos que afetam o engagement dos membros de uma organização são as relações familiares, amizades e obrigações do dia-a-dia.

Encontre aqui: O que é o employee engagement?

  1. Responsabilidades laborais e relações interpessoais

As tarefas levadas a cabo no local de trabalho e as pessoas com quem se interage diariamente, têm um alto impacto no nível de engagement das pessoas. Os colaboradores vão sentir-se mais comprometidos com seu trabalho e a sua empresa sempre que encontrem desafios diariamente em suas tarefas e os envolvam em atividades de alta importância. As relações interpessoais que se estabeleçam na empresa, tem um efeito tanto positivo como negativo na qualidade de vida laboral. Os funcionários que valorizam as pessoas com quem trabalha, são mais propensos a comprometer-se com a cultura organizacional e seus objetivos.

  1. Oportunidades de crescimento

Os trabalhadores são motivados e desafiados em suas tarefas diárias. No momento em que algum colaborador sinta que seu trabalho não o desafia nem permita traçar novos objetivos, imediatamente seu nível de engagement baixe. Os colaboradores buscam constantemente que suas habilidades e aptidões sejam postas à prova, e que no futuro permita qualquer tipo de mudanças, promoções ou crescimento dentro da empresa. Os funcionários que são ambiciosos, sentem-se obrigados a se manter ativos, cumprir seus objetivos e responsabilidades.

Leia também: As 4 perguntas que deveria fazer sobre o seu talento humano

  1. Vida social e familiar

É necessário ter em conta que os colaboradores também serão afetados por aspetos externos aos laborais. As emoções jogam um papel importante na vida dos seres humanos e por isso, muitas vezes quando os fatores externos falham, a produtividade dos membros desce. Em alguns casos, os fracassos a nível familiar ou social tendem a gerar distrações no compromisso do indivíduo. Desta maneira, o engagement será afetado já que o trabalhador apenas quererá cumprir as horas de trabalho semanais sem comprometer tempo ou energia extra. Por isso, é de vital importância fazer do ambiente laboral algo desafiante, interessante e ativo para os membros.

Consulte aqui: 5 Conselhos para equilibrar a vida pessoal e laboral

  1. Burnout como fator de risco psicossocial

Para contextualizar, o conceito de burnout é conhecido como uma resposta ao estresse laboral prolongado, precisamente quando as tarefas laborais excedem a capacidade de resposta de uma pessoa. Aquelas pessoas que padecem dessa incapacidade, se sentem esgostados e desgastados emocionalmente.

Uma característica que o ser humano desenvolve quando está numa situação de burnout é o cinismo. Esta característica se refere a uma atitude distante e indiferente face ao trabalho em geral, perdendo completamente o interesse pelos objetivos laborais que se devem cumprir. Outro efeito que o burnout tem sobre o indivíduo é a falta de eficácia profissional, que se refere à falta de competência e eficácia causada pelo cansaço gerado pelo trabalho.

Encontre aqui: 5 Conselhos para se manter longe de burnout

Desta forma, o burnout afeta em todos os sentidos o trabalho dos membros ao interferir no trabalho e indispor o indivíduo quanto à sua produtividade e dinamismo. Não se deve confundir o vigor e a dedicação com que um membro trabalha um membro que demonstre engagement, pela sobrecarga laboral com que deve lidar ao trabalhar. Em nenhum momento os membros devem sofrer de efeitos sobre a saúde física e emocional.

Recomendamos: 5 Chaves para otimizar o seu engagement

Como podemos ver, são vários os aspetos que afetam o engagement e produtividade do indivíduo. Por isso é que é muito importante que o local de trabalho seja confortável, por vezes desafiante e que ponha em prática as habilidades dos membros da empresa. Uma organização deve buscar em todo o momento a motivação, participação e crescimento de seus membros.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização