Produtividade

4 KPIs para medir o desempenho de seus colaboradores

O sucesso de uma organização depende do cumprimento de seus empregados. Implementar um sistema de avaliação de desempenho que permita medir objetivamente o rendimento das pessoas e identificar suas fortalezas e oportunidades de melhoria periodicamente é a melhor forma de garantir o cumprimento dos objetivos e otimizar a produtividade da equipe.

Ainda que tenham a intenção de fazê-lo, muitos líderes não sabem qual é a forma indicada para medir eficientemente o desempenho de seus colaboradores. Geralmente pensa-se que quanto mais coisas faça uma pessoa, melhor será seu trabalho, no entanto, essa percepção distancia-se muito da realidade de uma empresa e o que se deve fazer é estabelecer um sistema de medição objetivo, seguro e robusto.

Se bem que é certo que requer um planejamento, execução e revisão cuidadosa do sistema de avaliação, também que quanto mais simples e compreensível seja, maior será a eficiência e utilidade do mesmo. Por esta razão, hoje queremos trazer-lhes 4 indicadores (KPIs) que permitem medir o desempenho de seus colaboradores. Vejamos:

  1. Objetivos individuais:

Se quer realizar um seguimento dedicado ao desempenho da empresa, todos os integrantes da equipe devem ter atribuídas metas individuais que respondam a 5 critérios principais: ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e ter um tempo limite de execução. Estes atributos permitem que as pessoas possam realizar seu trabalho com a informação e o tempo suficiente para cumprir seus objetivos e superar as expectativas.

Para medir o avançar dos objetivos, é necessário estabelecer um calendário periódico de avaliações que permitam fazer seguimento ao progresso dos mesmos e organizar reuniões de feedback com os colaboradores para avaliar seus resultados e definir as medidas pertinentes para aproveitar as oportunidades de melhoria identificadas.

  1. Eficiência:

Um colaborador eficiente é aquele que é capaz de conseguir seu maior nível de produtividade sem exigir o máximo de si. Isto implica cometer a menor quantidade de erros no período avaliado, cumprir, inclusive superar, os objetivos atribuidos nos prazos esperados sem sacrificar a qualidade do trabalho. Em resumo: fazer um bom trabalho sem sofrer pelo caminho.

Para medir a eficiência de um trabalhador é recomendável realizar uma avaliação de competências nas quais seus chefes, colegas e colaboradores possam qualificar seu trabalho e dar opiniões sobre a forma como esta pessoa desempenha seu cargo. Isto permite obter uma avaliação mais global, objetiva e aproveitar as brechas identificadas para otimizar a eficiência do colaborador avaliado.

  1. Qualidade:

Sem dúvida alguma, a qualidade é melhor que a quantidade, sobretudo quando estamos falando de desempenho dos colaboradores. Ainda que o cumprimento dos prazos seja importante, se a qualidade do trabalho não é a adequada, a repetição ou revisão do mesmo vai produzir perda de tempo, inclusive de dinheiro, e vai atrasar os cronogramas de trabalho estabelecidos.

A qualidade do trabalho é um assunto objetivo e sua medição depende das funções, cargos, setor e tarefas específicas que desempenhe o envolvido. No entanto, a percentagem de trabalho realizado que tenha sido rejeitado ou que deva repetir-se é um indicador adequado para medir a qualidade do mesmo. As avaliações de competências também permitem determinar o nível de qualidade e orientação ao detalhe que imprime em seu trabalho o avaliado.

  1. Formação:

Oferecer programas de formação e desenvolvimento é fundamental para otimizar o desempenho e impulsionar o crescimento profissional dos empregados. No entanto, ainda que seja um investimento para a empresa, estes planos podem sair caros e é necessário assegurar o retorno do mesmo, para justificar sua implementação.

O primeiro que se deve medir é quantos empregados estão cumprindo seu calendário de atividades de formação e quais deles estão aproveitando realmente essas atividades. Para isso, é necessário implementar uma avaliação de desempenho que permita verificar os avanços e demonstrar os conhecimentos adquiridos nas áreas nas quais o trabalhador se está formando para otimizar seu desempenho.

O cumprimento de objetivos, a eficiência e qualidade do trabalho, a efetividade da formação e desenvolvimento são 4 elementos fundamentais para determinar com exatidão o grau de produtividade, competitividade e o nível de desempenho e execução que estão tendo as pessoas na organização. Estes dados nos permite tomar decisões objetivas, informadas, realizar mudanças e implementar estratégias para otimizar o rendimento global e individual da empresa.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização