Produtividade

Os millennials e o futuro das organizações

As pessoas pertencentes à geração Y, as que nasceram entre 1981 e 1995, costumam ser chamadas de millennials. Eles se tornaram, pouco a pouco, em uma força de trabalho enorme que está atenta a cada nova oportunidade de trabalho. Eles têm tudo para contribuir para o desenvolvimento das organizações, mas atraí-las, motivá-las e mantê-las não é uma tarefa fácil.

As características dos millennials mudam de acordo à região e às condições sociais e econômicas, mas a maioria experimentou a entrada do novo milênio e o boom total da tecnologia e da globalização. São fãs de redes sociais, comunicação, mídia, entretenimento, inovação e flexibilidade.

Leia aqui sobre: Workshifting ou trabalho móvel

Os millennials buscam aproveitar ao máximo o hoje e agora, perseguem a felicidade em cada coisa que fazem e querem um trabalho que os apaixone e potencie. Estão permanentemente conectados com a atualidade e querem ter o controle total sobre sua vida e trabalho, sabem que se adaptar às mudanças é a chave para evoluir em um mercado global tão competitivo como o que vivemos hoje.

Recomendamos: Como exercer uma verdadeira liderança colaborativa?

O Departamento de Trabalho dos Estados Unidos afirma que um millennial poderia mudar de emprego facilmente 15 vezes antes de cumprir os 38 anos. Devido a isto, abandonam seus trabalhos quando sentem que deixam de ser um desafio ou que nos apaixonam. Muitos deles preferem empreender seus próprios projetos colaborativos ou começar sozinho (PMEs e startups).

Em 2025, os millennials representarão 75% da população laboral no mundo. As organizações já estão entendendo que os fidelizar é fundamental para aumentar sua produtividade, se o conseguirem, terão em troca paixão e compromisso pelo trabalho. Certo é que os millennials vem ao mundo de uma maneira diferente e a mudança nos estilos de liderança é a chave para os atrair, motivar e reter.

Estes são 5 conselhos para gerenciar corretamente os millennials e aproveitar todo seu potencial. Vejamos:

1. A chave é a equipe, não a empresa:

Os millennials não priorizam a escolha de seu novo trabalho de acordo com o tamanho ou trajetória da empresa, preferem uma empresa com uma equipe de trabalho colaborativo e flexível que permita desenvolver todos seus treinamentos.

2. Aproveite seu conhecimento

Os millennials são críticos e reflexivos. Confiam em seu próprio critério e não têm medo de arriscar, o que não quer dizer que sejam arrogantes. Escute-os, discuta construtivamente com eles e aproveite todo o potencial de seus conhecimentos, ideias e opiniões.

3. Desafie-os constantemente

A chave para reter os millennials é desafiá-los, isto se consegue envolvendo-os no desenho e execução de projetos complexos. A busca de novas estratégias os motiva a dar o seu melhor e encontrar soluções concretas que os farão sentir satisfeitos com seu trabalho.

Leia também: Como desenhar uma estratégia corporativa de sucesso

4. Sócios, não funcionários

Os millennials não querem empoderamento nem liberdade para fazer o que quiserem, o que buscam é que reconheçam que seu trabalho é muito valioso. Não os trate como empregados, mas sim como se fossem seus sócios, que realmente são na busca de objetivos globais, celebrando e apreciando seu talento.

Leia aqui: Conselhos para alcançar as metas laborais com sucesso

5. Ajude-os a crescer

Os millennials sabem que seu primeiro trabalho não será o último, de facto sabem que podem durar 5 meses em um trabalho. Aproveite o tempo que os tenha em sua empresa e trabalhe com eles para melhorar suas habilidades e ampliar sua experiência. Isto fará com que sejam leais com você e que deixem as portas abertas para regressar sempre sua organização.

Avalie as competências de seus colaboradores e aumente a produtividade de sua organização