Recursos Humanos

7 passos para ser um bom mentor em sua empresa

Os benefícios que um mentor traz a uma empresa estão claramente estabelecidos. Se encarregam de dar feedback valioso e conhecimento institucional aos colaboradores com menos experiência dentro da empresas. No entanto, levar a cabo um processo de mentoring completamente eficaz é complexo já que não é uma tarefa prioritárioa para todos. Ajudar os funcionários jovens a gerir seus cargos e analisar com eles as políticas organizacionais, não é uma prioridade para a grande maioria. No entanto, reduzirá muito a margem de erro para os funcionários mais jovens da empresa.

Recomendamos: 10 passos para criar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)

Ser mentor por outro lado traz benefícios; ganhamos uma visão organizacional fresca, temos um novo entendimento dos diferentes métodos de trabalho das novas gerações e acaba sendo uma forma que assegura a satisfação e o bom desempenho dos colaboradores.

Por isso, acreditamos que o mentor deve levar a cabo seu trabalho de forma meticulosa e cuidadosa, já que são eles o exemplo a seguir dos colaboradores. Recomendamos os seguintes passos para poder ser um melhor mentor:

  1. Desenvolver e gerenciar uma relação entre mentor e colaborador:

Inicialmente é necessário escolher a pessoa a quem se vai dirigir sendo que o objetivo do processo é gerar vínculos de próximidade com o indivíduo, estabelecer metas e monitorar o que foi acordado.

  1. Patrocinar seus aprendizes:

Estar disponível para o aprendiz, permitirá que este desenvolve suas habilidades, aptidões e ganhe mais visibilidade dentro da organização. Podemos criar novas oportunidades como vincular o aprendiz à própria rede de trabalho.

  1. Observar o estado do clima laboral da organização:

O mentor deve estar atento aos aspetos que podem prejudicar o ambiente laboral e os aspetos positivos que estão tendo influência e trazendo oportunidades ao aprendiz. Isto com o objetivo de tirar proveito das oportunidades que existem na empresa.

Leia mais sobre: 5 Conselhos para fortalecer o clima laboral

  1. Guiar e aconselhar:

O mentor também pode ser uma figura que dá confiança ao aprendiz, desta forma facilitamos o monitoramento, o estabelecimento de metas e o feedback. O mentor pode ajudar o seu aprendiz a enfrentar certos problemas do dia-a-dia.

Encontre aqui: 3 Métodos para fortalecer as competências de seus colaboradores

  1. Ensinar:

O mentor se deve encarregar de compartilhar conhecimento, lições aprendidas em experiências laborais passadas, e recomendar conteúdos que podem ser úteis para seu desempenho laboral.

  1. Motivar e inspirar:

O cargo de mentor é o de apoiar, validar e dar força a seus aprendizes. O mentor deve se encarregar de alinhar as metas, os valores e as emoções do colaborador com as metas organizacionais globais. Assim, os aprendizem se envolvem ainda mais em seu trabalho e em seu desenvolvimento profissional.

Encontre aqui: O agradecimento: uma grande motivação laboral

  1. Valorizar a opinião e iniciativa dos outros:

Aquele mentor que toma em conta as ideias e trabalho dos outros é considerado um bom membro de trabalho. Um bom mentor aprecia o esforço de seus aprendizes e os empodera mediante feedback positivo.

A eficácia em cumprir o cargo de mentor depende, em muitas ocasiões, da situação específica que está gerenciando. Deve sempre lembrar que o mentoring é um trabalho compartilhado entre o mentor e o aprendiz. Também necessita de colaboração, disposição e recetividade por parte do aprendiz em apreender todo o tipo de feedback e conselhos que está recebendo. Os mentores devem ter vontade de cumprir as metas estabelecidas para seu cargo; investir tempo e interesse nos planos de ação estabelecidos pelo mentor. O aprendiz, por seu lado, também deve se encarregar de dar feedback ao seu mentor e falar sobre os aspetos que considere que não estão funcionando em sua relação.

A próxima pergunta seria: Até que ponto vai o trabalho do mentor? Onde o mentor considerar necessário. O mentor, através da observação, do feeedback e do cumprimento de metas do aprendiz, deve ser capaz de determinar se é capaz de cumprir com seu papel eficazmente e sem um constante monitoramento.

Avalie as competências de seus colaboradores e aumente a produtividade em sua organização