Recrutamento

5 Perguntas que deve fazer a um candidato a um cargo remoto

Os processos de recrutamento e seleção de talento não são algo fácil. Pelo contrário, geralmente são extensos, esgotantes e muitas vezes não se conseguem os resultados esperados. Esta situação não é diferente na contratação de colaboradores que trabalharão de forma remota, processo para o qual se deve desenhar uma entrevista que facilite a seleção dessas pessoas.

Ter colaboradores remotos é uma muito boa ideia para otimizar o clima laboral e elevar assim a satisfação das equipes de trabalho. Está comprovado que as pessoas que trabalham a partir de sua casa são mais felizes e produtivas, para além de permitir uma grande poupança de recursos em transportes, alimentação, logística, equipamento de escritório, entre outros aspetos.

Leia también: 5 Chaves para atrair o melhor talento humano

No entanto, existe um problema para lá de todos os benefícios descritos anteriormente: a desconfiança natural das pessoas. Os gerentes e donos de negócios geralmente se preocupam com a existência de funcionários remotos, pensam que estão pagando a alguém que pode estar sentado em casa comendo pizza e assistindo a seriados na internet.

O rigor e a fiabilidade do processo de seleção, o monitoramento da contratação e a confiança e responsabilidade do funcionário e seu líder são aspetos vitais para o sucesso de uma experiência deste tipo. Por isso, hoje queremos compartilhar 5 perguntas que pode fazer aos candidatos antes de contratar um funcionário remoto para sua organização. Vejamos:

  1. Já foi um funcionário remoto antes?

Não é um requisito indispensável que o candidato que esteja entrevistando tenha trabalhado remotamente em uma empresa anteriormente, mas sim, é o mais recomendável. Se a pessoa o tiver feito, representa um valor acrescentado que vai permitir conhecer como gerenciou a situação, que inconvenientes teve, que habilidades desenvolveu para cumprir suas funções à distância e quais foram os resultados obtidos e a opinião do seu chefe direto.

Te pode interessar: 5 Estratégias para reter seu talento humano [INFOGRAFIA]

  1. Você se sente cómodo trabalhando sozinho?

Há uma desvantagem em trabalhar fora do escritório: isolamento social. Estudos mostraram que uma das chaves para a felicidade está na interação com outras pessoas. É necessário que o colaborador remoto tenha uma sólida rede de suporte social e acesso aos espaços de coworking, onde ele possa enfrentar a situação com inteligência emocional. Quanto mais você souber sobre as habilidades sociais do candidato, melhor poderá avaliá-lo para saber se ele é adequado ou não para o cargo.

  1. Conhece claramente as funções e objetivos da posição?

A descrição dos requisitos, critérios e objetivos da posição remota deve ser precisa. Descrições vagas como: “melhorar nosso desempenho de vendas” não são claras. Escreva: “Ligue para 100 clientes potenciais durante a semana” para que as duas partes tenham informação específicas e a organização saiba se o candidato possui as competências necessárias para atingir as metas esperadas.

Encontre aqui: 15 Perguntas para pôr à prova a inteligência emocional

  1. Tem um espaço tranquilo para trabalhar?

Crianças, televisão, animais de estimação ou vizinhos barulhentos podem ser distrações que afetam o desempenho quando uma pessoa tem um trabalho remoto. Se a pessoa não tiver um espaço de trabalho com as condições adequadas para realizar seu trabalho, é aconselhável informá-la de que um café próximo ou um coworking pode ser uma boa opção para cumprir as tarefas atribuídas da melhor maneira.

  1. Qual é sua motivação para se candidatar a este cargo?

Trabalhar fora do escritório envolve a criação de um relacionamento com 100% de confiança entre a empresa e o colaborador. Dadas as muitas tentações que existem ao gerenciar seus próprios horários, é imperativo que a pessoa tenha um alto nível de motivação para fazer seu trabalho. Estabelecer o grau de responsabilidade e maturidade do candidato é algo que os encarregados da entrevista devem alcançar. Só então você encontrará a pessoa certa.

Recomendamos: 5 Conselhos para trabalhar com sucesso desde casa

A maioria das pessoas tem a capacidade, a ética, a motivação e a responsabilidade de trabalhar fora do escritório e atender às expectativas que têm delas. No entanto, existe uma percentagem que precisa estar no escritório para funcionar com sucesso. Atingir a combinação dos dois cenários é o ideal para o sucesso das organizações. O importante é que todos os seus colaboradores, remotos e presenciais, estejam satisfeitos e sejam produtivos em seu trabalho.

Avalie o desempenho de sua equipe facilmente e aumente a produtividade e a retenção de talentos em sua organização